Meus artesanatos

"UM ARTESÃO É UM CRIADOR MOVIDO PELAS ASPIRAÇÕES CÓSMICA E DIVINA"

"O artesão é um transformador da sua realidade, da sua história e dos que os cercam. É um inventor de idéias!"

Meu pai me ensinou como tirar o miolo de uma lâmpada incandescente, já queimada, para transformá-la em um vasinho para flores ou plantas. No início amarei-a com arame para que ficasse pendurada. Mas me era um desafio de como deixá-la de pé ou em um suporte. Usei arruela, tampa de inseticida em spray, copo e outros.
Até que ganhei de presente um porta-caneta com a figura de um pavão de vidro. Observei bem aquele objeto, fiz o possível para entender aquela construção e cheguei a conclusão de que se conseguisse fazer um base permanente para a lâmpada, também conseguiria ampliar a sua aplicação. Foi com a base de vidro e com a cola Araldith, que consegui essa união. A partir dai, fiz porta-retrato, porta-relógio, porta-treco, porta-essência, enfim, abriu um leque de opções úteis.

Vaso de Lâmpada

Passos para o vaso de lâmpadas:

Recomendo a utilização de uma luva de raspa e se possível um óculos de proteção.
Lembre-se que estamos mexendo com vidro, e este é muito mais frágil!!!

1. Certificar-se da integridade da lâmpada, quanto invólucro. Não utilizá-la se estiver quebrada ou trincada.

2. Comece removendo o selo metálico que está sobre o isolante no bocal, é uma fina chapinha.

3. Com algo rígido e fino, introduza no orifício do isolante, com o objetivo de quebrá-lo. pode ser algo como prego ou uma fina chave de fenda.

4. Removido o isolante, introduza uma chave de fenda um pouco maior que anterior, com o objetivo de quebrar ampola de entrada da lâmpada, antes do tubo maior. CUIDADO!

5. Em seguida, com movimentos delicados, como enrosquear, procurar varar o tubo de dentro da lâmpada.

6. Bem próximo da parte de metal (rosca), pode alargar o furo, por onde passará o vidro quebrado e o filamento de dentro da lâmpada. CUIDADO!!!

ATENÇÃO: - PELA FRAGILIDADE DA LÂMPADA TODO CUIDADO É POUCO !!!

COMENTÁRIO: - Com certeza você já tem um vasinho em suas mãos!
Agora use a sua imaginação para o melhor aproveitamento desta criação!

NÃO DESISTA NAS PRIMEIRAS PERCAS! OK???!!!!

Sugestões para fixação!

1. Você pode amarar, no bocal da lâmpada, um arame ou um fio rígido e fino, para que fique na forma de dependurar.

2. Você pode fazer uma espécie de aranha, também com arame ou fio, para apoiá-la sob a lâmpada.

3. Você pode fazer uma cavidade na madeira ou uma tábua, para assentar a lâmpada.

4. Você pode fixá-la num pedaço de vidro, como base. A cola que achei ideal é a ARAUDITE com secagem para pelo menos 1 hora. Se tiver paciência, pode utilizar a de 24 horas.

Neste caso, recorte um pedaço de vidro, na proporção de 10X15cm, para 1 lâmpada.

Com uma lixa média ou grossa para madeira, esfregue os 8 lados de corte do vidro, afim de eliminar o perigo da quinas cortantes. E nas pontas agudas procure desbastá-las. Está pronta a base. Boa Sorte!

Procure fazer cintas de cartolina, que envolvam as lâmpadas e as apóiem na hora de colá-las com a base.

Para planta natural

Agora que você conseguiu montar o seu primeiro vaso, pode-se utilizar as pedrinhas de aquário, pequenas e roliças, de preferência, coloridas, para formar uma base dentro da lâmpada. A colocação deverá ser com um funil plástico ou improvisado.
Você pode completá-la somente com água e introduzir a plantinha.
Minha sugestão, é a de que se utilize de um gel próprio para plantas, tem incolor e já colorido.
Eu prefiro a gelatina incolor, a qual com anilina em pó colorida, dar o toque de cor que se quiser.
Introduza o gel em forma de cristal, que é o estado inicial dele, antes de colocar a água.
Deixe um espaço de uns dois dedos antes da rosca de metal, para que o gel possa se expandir.
Com certeza, será um belo vaso para ser desfrutado como enfeite!

Dando utilidade

Você pode adicionar um porta-retrato, relógio, porta-caneta, porta-treco,ou ainda, dar outras aplicações.
Lembrando que os "portas", além de dar uma função, precisam serem de fáceis manutenção, inclusive tem que ser lavável.
Para tanto, concluído os passos da montagem do vaso, devemos selar a entrada da lâmpada, com silicone. Coloque generosamente, até sair para fora do bocal da lâmpada, tão somente neste instante, deve-se colocar o arranjo que você escolheu. Pode retocar o silicone se for preciso, procurando impermeabilizar a entrada da lâmpada.
Para a aplicação de um "porta" é melhor usar uma base, um pouco maior, exemplo de 10X20cm para é o suficiente. Com o tempo você irá adquirir a prática e facilmente irá dimensioná-lo e encontrar outros formatos para a base. UUUUFFFFAAAA!!!!!

DÊ ASAS À SUA IMAGINAÇÃO!

Colorindo o Sal grosso

Primeiro passo: Despeje uma vasilha, preferencialmente, de vidro, a proporção que você achar necessária, de sal grosso.
Segundo passo: Adicione aos poucos, o pó de anilina, na cor que desejar, sempre misturando ao máximo com o sal grosso. Se ficar algumas bolinas, não dissolvidas, não tem problemas, pois no futuro, darão ótimos efeitos na coloração.
No início as cores são relativamente fracas, tom pastel, mas com o tempo e a umidade ambiente, farão com que as cores fiquem mais fortes e se destaquem. Para acelerar esta parte, você pode colocá-la na geladeira, onde a vasilha poderá ser coberta apenas por um pano fino, por algumas horas ou de um dia para o outro. Bom eu prefiro a surpresa do vaso se modificando com o tempo!
Sugiro que entre uma camada de uma cor para uma outra cor, seja colocada uma camada de sal grosso sem tingimento. Dá um bom efeito final.
Você pode aplicar o sal grosso colorido no enchimento do vaso de lâmpada, em vasos de vidros cilíndricos e longos ou em forma de aquários (redondos, quadrados ou triangulares), sempre acompanhado de arranjos de flores artificiais para da o charme final.
Com o tempo, se você quiser, poderá trocar o sal colorido de um vaso. Sugiro que misture as camadas antigas, para não se perder o material, reutilizando como separador de camadas ou criando novas camadas. Estou confiante na sua criatividade!
Boa Sorte! Bom proveito!
Com as podas de árvores, feitas ecologicamente corretas, resolvi aproveitar os galhos para fazer os arranjos florais. Também consegui êxito!
Aos poucos vamos desvendando este caminho, Ok?

Galeria de Imagens

thumbnail thumbnail thumbnail thumbnail